Por que usar testes de usabilidade no seu aplicativo?

Um dos maiores desafios no desenvolvimento de aplicativos é fazer uma versão que encante seus usuários e tenha uma vida mais longa no mercado. Para isso acontecer, a software house e o cliente precisam trabalhar em conjunto, adotando medidas que potencializam o poder do app em sua área de atuação.

Dentre essas ações, existe uma em especial que auxilia a compreender como os usuários estão percebendo a qualidade do app, além de ser essencial para otimizar custos no desenvolvimento. Estamos falando sobre o teste de usabilidade. Leia o nosso artigo para compreender a importância desta estratégia no desenvolvimento de aplicativos. Vamos abordar os tipos de testes mais comuns e como isso garante insights preciosos para a sua ferramenta.

POR QUE VALIDAR O SEU APP

O teste de usabilidade é um dos métodos mais eficientes para descobrir se o seu aplicativo está pronto para ser lançado ao mercado. Ele consiste na validação de seu protótipo com usuários reais, ou seja, é um processo em que o seu potencial cliente desfruta de todas as features criadas para a sua aplicação antes mesmo dele estar disponível para download.

Com a estratégia, é possível conferir onde os usuários encontram problemas ao navegar, ou se alguma funcionalidade os confunde. Além disso, é aquela etapa onde você descobre se tudo está claro e didático o suficiente, se atende as necessidades que foram definidas previamente, se é um diferencial em sua área de atuação e, claro, se as features estabelecidas realmente facilitam a vida de seus usuários.  

Geralmente, a validação é feita de forma orientada por UX/UI designers e programadores. O principal objetivo é coletar os insights dos usuários reais sobre o protótipo. Cabe ao profissional — que está acompanhando o teste — mapear os passos de quem utilizou o app, entendendo a assertividade das soluções desenvolvidas, identificando os pontos fortes e as melhorias que devem ser realizadas para oferecer um aplicativo que preze pela usabilidade do cliente.

Este processo de validação é fundamental, pois ele pode dizer muito sobre a comercialização de seu aplicativo. Afinal, a sua ideia pode ser boa, mas ela não garante sozinha o sucesso de seu produto. Você precisa se certificar que ela agrade, revolucione e entregue uma experiência transformadora para o seu cliente final.

BENEFÍCIOS DO TESTE DE USABILIDADE

Você sabia que 37% dos usuários deixam de seguir e comprar de marcas quando encontram falhas nos seus aplicativos? Ou seja, um produto que não passa pelo teste de usabilidade não beneficia a empresa e nem o seu público alvo. Por isso, utilizar do teste de usabilidade — antes de disponibilizar seu app para download — pode evitar problemas e bugs para o seu usuário final. E isso garante alguns benefícios para você:

# Credibilidade: seu produto é útil e cumpre com a proposta apresentada na descrição. Isso gera confiança na empresa que está por trás do serviço.  

# Economia em tempo e dinheiro: já pensou em perder vendas por conta de falhas que poderiam ter sido resolvidas antes? Com o teste, você se previne contra bugs e garante que nenhuma etapa da navegação estará confusa para o usuário. Assim, o trabalho se restringe à evolução de seu aplicativo, não em sua correção.    

# Funcionalidade: com a aplicação previamente testada, você garante uma jornada funcional e valiosa para o usuário final, evitando desperdício de investimento.

# Fidelização: tudo se resume à experiência do usuário. A partir do momento que você entrega um aplicativo que transforma essa vivência de uma forma positiva, você consegue mais engajamento, aumento de vendas e, consequentemente, a fidelização dos usuários.

ENTREGUE EXPERIÊNCIAS DIGITAIS INCRÍVEIS

Chegamos na parte prática. Até aqui, você conferiu para que servem os testes de usabilidade, sua importância e os benefícios para o seu negócio. Mas como são realizados na prática? A utilização dos testes varia conforme o seu objetivo final. Ele pode ser uma forma comparativa de aplicações ou versões de uso, onde o usuário confere a versão do app que lhe agrada mais. Ele ainda pode ser exploratório, onde a software house consegue reconhecer oportunidades de melhorias conforme a observação do público alvo.

Vamos dar alguns exemplos!

# Grupos focais: o grupo de foco estratégico envolve incentivar um grupo de participantes convidados para compartilhar seus pensamentos, sentimentos, atitudes e ideias sobre o seu produto. Os depoimentos dizem muito sobre o valor do que está sendo entregue para o mercado.  

# Teste de qualidade: feito por usuários reais, são testes que levam em consideração o design e a funcionalidade do aplicativo. Avaliam o uso do produto, seu tempo de resposta e como a interface mexe com o sentimento dos usuários. Nesses casos, as pessoas indicam o que funcionou bem, o que pode melhorar e desafios potenciais que devem ser considerados num futuro próximo.

# Teste de performance: a partir da análise da utilização do app pelo usuário, são reunidas métricas de desempenho de UI e fuzz. Elas são fundamentais para garantir que seu aplicativo não ocupe espaço significativo no dispositivo do seu cliente final. As métricas incluem: drenagem da bateria e uso da energia, uso de memória, uso apropriado do GPS e a quantidade da rede que é consumida com a aplicação (wi fi ou rede móvel).

Existem outros testes, além dos principais que abordamos acima. E eles também podem ser utilizados para a validação de um aplicativo. O importante é compreender que eles devem ser escolhidos e implementados de acordo com a circunstância e necessidade de cada projeto. E quem vai te ajudar nessa trajetória é a software house, explicando como cada processo de validação pode ser um diferencial para o seu negócio.  

CONSIDERAÇÕES FINAIS DA KOBE

Nosso objetivo com este conteúdo é explicar como a validação do seu aplicativo pode evidenciar seus pontos fortes e sinalizar o que pode ser modificado e potencializado. Quanto mais alinhado o seu aplicativo for em relação aos desejos e necessidades de seu consumidor, mais são as chances de você ter sucesso no mercado! Quanto mais completo o seu aplicativo for — respeitando os desejos de seu consumidor —, mais chance de você adquirir sucesso no mercado que atua.

A última dica da Kobe é: assim que você lançar o seu aplicativo, implemente de tempos em tempos os testes de usabilidade. Isso garante uma evolução constante de seu produto, reforçando o seu compromisso em entregar uma experiência transformadora para o seu usuário final.

Leave a Reply